24 de ago de 2007

A Capital do Tango

Buenos Aires é Tango. Onde se formou, onde se toca, onde se canta, onde se dança. O Tango é a manifestação cultural e popular, das mais relevantes da capital argentina e do país como um todo. É o selo da identidade, do sentir, da nostalgia dos portenhos.
As letras e sons refletem a paixão, a melancolia, a sensualidade, às vezes o drama, às vezes o pranto, a alegria, a emoção do que é, do que foi, do que podia ter sido, ou do que será.
O ritmo surgiu nos subúrbios da capital argentina, bem diferente dos tangos que ouvimos hoje. Naquela época, eram animados e dançantes. Uma curiosidade do gênero, é que quando nasceu, apenas homens podiam dançar, pois era considerada imoral a dança de homens e mulheres abraçados.
Carlos Gardel foi o grande divulgador do Tango no exterior. As melodias tocadas com flauta, violino, violão e, principalmente, o bandonion, ganharam dramaticidade e o que é considerado hoje, uma das características mais marcantes do tango: o ar nostálgico com histórias sobre os tropeços da vida e desenganos amorosos.
Na charmosa Buenos Aires é possível fazer uma viagem no tempo através da arquitetura de influência colonial. São diversos museus, teatros e bibliotecas, sem falar nas construções, prédios e monumentos que contam a história da cidade. A capital portenha ainda mostra seus encantos através da culinária, como a tradicional Parrilla que, acompanhada de um bom vinho, formam a combinação perfeita.
Um dos lugares mais interessantes da cidade é o bairro San Telmo localizado ao sul da Plaza de Mayo. É um canto da cidade cheio de história e personalidade. Com um rico estilo arquitetônico o bairro ressalta a arte, a boemia e os antiquários. São mais de 500 lojas que oferecem todos os tipos de objetos. Caminhar por ali é voltar no tempo. As estreitas calçadas de pedra, as lojas, as ruas de pedra e as antiguidades representam à magia do seu valor histórico.
Para conhecer a noite portenha nada melhor do que mergulhar em sua incessante e heterogênea vida noturna. Tudo pode ser uma boa desculpa para o divertimento, desde livrarias abertas noite adentro, até as numerosas Tanguerías ou casas de tango.
La Rosalia é uma delas. Estruturada em uma construção do inicio do século, onde funcionava uma carvoaria, ela encontra-se em um ambiente bucólico e bem decorado. É possível apreciar um bom vinho ao som do mais tradicional Tango argentino enquanto a Parrilla é preparada. Nas paredes, imagens dos grandes nomes do Tango como Enrique Santos Discepolo. Roberto Goyeneche e Aníbal Troilo, entre outros, completam a atmosfera. É claro não podem faltar os dançarinos no melhor estilo de Buenos Aires.
A segunda maior cidade da América Latina reserva muitas e descobertas surpreendentes. É considerada a Paris das Américas, tem um povo acolhedor e simpático. Buenos Aires está preparada para receber mais de 5 milhões de turistas e tem opções para todos os gostos.
O bairro de San Telmo e a tangueria La Rosalia são apenas algumas idéias de diversão e embevecimento. Os conhecidos pontos turísticos como a Praça de Maio, Puerto Madero, Caminito, juntam-se aos pequenos bares, as ruas famosas como a “calle Florida” e todo o conjunto arquitetônico da Capital Argentina.
Buenos Aires não é apenas tango, prédios históricos bem conservados, ela se reveste de alegria e se torna única nas Américas. Lá é possível ver um “passeador de cães” conduzindo até 20 “perritos” ou ser servido como o principal cliente em um dos elegantes bares e cafés.
A cidade possui excelente infra-estrutura noturna e muitas ofertas de programas diferenciados. E como o câmbio está favorável, Buenos Aires também é um ótimo destino para compras. Depois de tantas vantagens e aproveitamento para quem quiser visitá-la, nada melhor do que desejar: boa viagem!